loading...

Fundada em 14 de fevereiro de 1997 como AC Credi, a cooperativa nasceu com o objetivo de atender as necessidades do comércio, da indústria e de prestadores de serviço de Governador Valadares, que viviam um árduo período de depressão econômica, marcado pelo desemprego em massa, falência de empresas, além da redução da produção e dos investimentos locais.

Neste cenário, 21 empresários se uniram para encontrarem uma alternativa de crédito justa para driblar as barreiras e taxas abusivas cobradas pelos bancos.

COOPERATIVISMO
Embora a solução fosse a inserção de um “banco próprio”, os valores atribuídos à iniciativa tinham um significado bem maior. Assim, surgiu a ideia de criar uma instituição financeira, partindo da filosofia do cooperativismo, onde todos pudessem vivenciar dos mesmos direitos e deveres, serem usuários e beneficiários da instituição, além de donos e participantes efetivos nas decisões e resultados.

Mas, para colocar a ideia em prática, foi necessário aprofundar sobre assunto. De acordo com Ivo de Tassis Filho, na época Vice-presidente da Associação Comercial e um dos fundadores da cooperativa, o primeiro passo para concretização do sonho foi uma viagem a Belo Horizonte, onde descobriram a Cecremge, uma central de cooperativas. “Lá, adquirimos conhecimento sobre o cooperativismo, estudamos a lei 5.764 - que regulamentava o capital mínimo exigido, segmentação e normas de funcionamento de uma cooperativa - e encontramos o suporte que precisávamos para realizar o projeto”, explica o pioneiro.

Munidos do conhecimento necessário e do sentimento de cooperação, nascia a Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo Comércio de Material de Construção, denominada AC Credi. Constituída por um capital de R$ 1.050,00 e uma modesta sede alugada na região do Mercado Municipal de Governador Valadares.

Ainda com pouca estrutura e mão de obra, a AC Credi começou a mostrar os primeiros sinais de desenvolvimento em 2000. Incrementou o número de operações de crédito, aumentou o número de associados e adquiriu sua própria sede, firmando o seu endereço e ampliando de forma significativa o espaço de atendimento.

EXPANSÃO
Em 2006, houve a incorporação da Credito, uma cooperativa da área de confecção em Teófilo Otoni que passava por necessidades. Com o apoio da Central Cecremge e do Banco Central, o processo de integração foi concluído, passando a estender atendimento às cidades de Teófilo Otoni e Itambacuri, onde eram os postos de atendimento da Credito.

A continuidade à ampliação da área de atuação se deu com a inauguração dos postos de atendimento nas cidades de Belo Oriente, Dom Cavati, Engenheiro Caldas, Conselheiro Pena, Resplendor, Aimorés e no bairro Vila Isa em Governador Valadares.

Em 2009, a AC Credi deu um grande passo rumo à consolidação do seu trabalho, aderindo a marca Sicoob – maior sistema de cooperativas de crédito brasileiras. Com a inserção da marca, a cooperativa passou a se chamar “Sicoob AC Credi” e seus produtos e serviços passaram a ser mais valorizados no mercado.

Com a evolução do cooperativismo de crédito, foi permitido que as cooperativas de crédito deixassem de ser segmentadas, o que para o Sicoob AC Credi significou uma grande oportunidade para ampliar seu número de associados e negócios. Foi então que, após um longo processo junto à Central Cecremge e Ao Banco Central, em 2014, a cooperativa foi contemplada com a Livre Admissão, expandindo seu atendimento a quaisquer segmentos.

Daí para frente, a cooperativa só cresceu! Hoje, o Sicoob AC Credi possui cerca de 12 mil associados, atua em 9 regiões do leste e nordeste mineiro, sempre com o mesmo objetivo: fornecer soluções financeiras adequadas às necessidades dos associados, disseminar a cultura cooperativista e promover o desenvolvimento econômico e social de todos.