loading...

Entidades Complementares

Cabal Brasil

 

A Cabal Brasil - bandeira e processadora de cartões -, constituída em 2000 com sede em Brasília (DF), é resultado da aliança entre duas importantes entidades de origem cooperativista, o Bancoob (Banco Cooperativo do Brasil) e a Cabal Cooperativa de Provisión de Servícios Ltda, com sede em Buenos Aires (Argentina), e proprietária da Bandeira Cabal.

 

Com uma estratégia de atuação bem definida para o mercado brasileiro, ela oferece aos emissores de cartões, instituições financeiras ou não, a possibilidade de uso de uma nova bandeira, bem como toda infraestrutura de processamento e apoio operacional, fundamentais para o sucesso da operação.

 

Além das modalidades de cartões "Crédito" e "Débito" e "Múltiplo", a Cabal Brasil também administra a operação de cartões de benefício "Cabal Vale", com produtos como o cartão Cabal Vale Alimentação e o Cabal Vale Refeição.

 

 

Bancoob DTVM

 

A Bancoob Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda (Bancoob DTVM) é uma empresa especializada na administração e gestão de recursos do Sicoob e de terceiros, tendo como sócio majoritário o Banco Cooperativo do Brasil S/A - Bancoob.

 

É credenciada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e foi constituída com a finalidade de gerenciar ativos financeiros por meio de fundos de investimento, inclusive fundos exclusivos para as cooperativas do Sicoob.

 

 

Ponta Administradora de Consórcios

 

Há 40 anos no mercado, a Ponta Administradora de Consórcios é uma das mais tradicionais empresas do segmento e conta com o diferencial de ter sido a primeira administradora de consórcios a obter autorização de funcionamento pelo órgão regulador no país, servindo de modelo para a estruturação de outras empresas do ramo.

 

Desde julho de 2011, a Ponta Administradora de Consórcios integra o conjunto de instituições que formam o Sicoob, a partir de sua aquisição pelo Bancoob. A operação ampliou o ambiente de atuação da instituição, que passou a administrar também o Sicoob Consórcios, produto feito para que as cooperativas possam atender, de forma diferenciada e completa as necessidades de seus associados.

 

 

Sicoob Previ

 

A Fundação Sicoob de Previdência Privada (Sicoob Previ) é uma entidade fechada de previdência complementar, sem fins lucrativos. Constituída como fundação, em conformidade com a Lei Complementar nº 109, teve seu funcionamento autorizado em 5 de maio de 2006, pela Portaria nº 394 do Ministério da Previdência Social. Em novembro do mesmo ano, foram iniciadas as operações da instituição.

 

Com o objetivo de constituir e executar planos de benefícios de caráter previdenciário, complementares aos assegurados pelo Regime Geral de Previdência Social, a Sicoob Previ administra os planos Sicoob Multipatrocinado e Sicoob Multi Instituído.

 

O plano Sicoob Multipatrocinado é voltado, especificamente, aos colaboradores de empresas que celebrarem convênio de adesão junto à Fundação. Por sua vez, o plano Sicoob Multi instituído é direcionado, exclusivamente, aos membros e associados de entidades denominadas "instituidoras" – de caráter profissional, classista ou setorial – que, igualmente, venham celebrar convênio de adesão com a Sicoob Previ.

 

Detentora de autonomia administrativa, financeira e patrimonial, a Sicoob Previ tem como empresas patrocinadoras o Bancoob, o Sicoob Confederação, a Bancoob DTVM e a Cabal Brasil. Como instituidoras, estão a Confederação Nacional, as Centrais e as Singulares do Sicoob.

 

*Os recursos da previdência são administrados pela Bancoob DTVM, empresa do conglomerado do Banco Cooperativo do Brasil S.A., seguindo as regulamentações definidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

 

 

Fundo Garantidor

 

O Fundo Garantidor do Sicoob (FGS), foi implantado com o objetivo de garantir os depósitos à vista e a prazo dos associados de cooperativas singulares que, eventualmente, apresentem situação de desequilíbrio patrimonial e econômico-financeiro.

 

A constituição de Fundo Garantidor do Sicoob decorreu pelo fato do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), o fundo garantidor dos bancos, não oferecer cobertura aos depósitos de associados de cooperativas de crédito.

 

Para oferecer aos associados a garantia prestada pelo FGS, as cooperativas interessadas são submetidas a rigoroso processo de avaliação, instituído por regulamento próprio, de forma que o direito à cobertura de todas as cooperativas participantes possa ser assegurado. Atualmente, a regulamentação do FGS prevê a cobertura dos depósitos à vista e a prazo dos associados das cooperativas singulares participantes, até o valor de R$ 250 mil, identificados por CPF ou CNPJ. Além disso, presta cobertura em processos de incorporação em que a cooperativa incorporada apresente estado de insolvência.