loading...

Perfil

O Sicoob Engecred é uma cooperativa financeira com cerca de quatro mil cooperados e atuação em toda Minas Gerais, que oferece aos seus associados serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, adquirência de meios eletrônicos de pagamento, dentre outros.

 

No balanço encerrado em 31 de dezembro de 2017, o patrimônio de referência da Cooperativa cresceu 5,1%, passando de R$ 14,74 milhões, em 2016, para R$ 15,5 milhões em 2017. Os nossos ativos atingiram R$ 103,6 milhões em 2017, um aumento de 17,8% em relação ao ano anterior e a carteira de depósitos fechou o ano com R$ 75,5 milhões, 6,5% superior a 2016. Já a carteira de crédito teve um crescimento de 21,2% em 2017, com um volume de empréstimos de R$ 42,3 milhões e a inadimplência, medida pela provisão para os créditos de liquidação duvidosa caiu de R$ 3,7 milhões para R$ 2,4 milhões.

 

O Ativo compreende o conjunto de bens e direitos da instituição e é o principal indicador do seu tamanho no mercado. Numa instituição financeira o ativo é constituído basicamente da sua carteira de crédito, dos recursos guardados na centralização financeira e de seus bens e investimentos. Em cinco anos, o Sicoob Engecred dobrou os seus ativos e, em 2017, recuperou a trajetória de crescimento interrompida em 2016 em razão da crise econômica no país.

 

No cooperativismo sobras são o “lucro” ou o resultado da instituição. Depois de um ano difícil em 2016, em que o resultado da Cooperativa foi comprometido pelo crescimento negativo do país (queda do PIB em 3,5%) e da inadimplência, a instituição retomou sua trajetória de crescimento em 2017, ainda sobre os efeitos da grave crise econômica que impactou principalmente os setores de construção civil e infraestrutura em que o Sicoob Engecred tem forte atuação. Em relação a 2016, nossas sobras tiveram um crescimento de 55,25% em 2017.

 

A missão do Sicoob Engecred é apoiar e alavancar os empreendimentos dos seus cooperados e isso se dá principalmente na sua capacidade de oferecer linhas de crédito com taxas e condições que viabilizem o seu negócio. Em 2017, a Cooperativa retomou o crescimento interrompido em 2016, concedendo mais empréstimos, em contraponto aos bancos, que o reduziram.

 

A retomada do crescimento trouxe como consequência o aumento das sobras brutas apuradas em 2017, que passaram de R$ 1.210.965,51, em 2016, para R$ 1.880.014,86, em 2017, com crescimento de 55.25%. Essa performance possibilitou à Cooperativa retomar o pagamento da remuneração do Capital Social, que foi reajustado em 50% da Taxa Selic, o que significou juros anuais de 5,1%, índice superior à inflação de 2017, que fechou o ano em 2,95% (IPCA/IBGE).

 

Assim, o resultado do exercício findo em 31/12/2017 foi de R$ 1.472.875,86, sendo que desse resultado foram reservados R$ 73.612,09 para o FATES e R$ 735.612,09 para o Fundo de Reserva Legal, conforme previsto no Estatuto Social.